Terça-Feira, 07 de Dezembro de 2021 - 09:57:50    Oferecimento Mato Grosso em Destaque
Facebook Mato Grosso em Destaque Instagram Mato Grosso em Destaque Canal no Youtube do Portal Mato Grosso em Destaque WhatsApp Mato Grosso em Destaque
Mato Grosso em Destaque


Data: 23/03/2021 - 15:10 - Por: Olhar Direto

MP pede cassação de prefeito que teve contas reprovadas por 'irregularidades insanáveis'

Julgamento sobre gastos de campanha encontrou divergências entre a movimentação financeira registrada na prestação de contas e aquela registrada nos extratos eletrônicos


O Ministério Público propôs representação eleitoral em face de Hemerson Lourenço Maximo (Patriota), prefeito de Colíder que teve contas de campanha reprovadas em razão de irregularidades insanáveis. Há pedido de cassação.

Julgamento sobre gastos de campanha encontrou divergências entre a movimentação financeira registrada na prestação de contas e aquela registrada nos extratos eletrônicos. 

Foi detectada ainda a omissão de receitas e gastos eleitorais, pertinente a doações realizadas mediante depósito em espécie a outros candidatos, cuja movimentação financeira não transitou pela conta bancária de campanha do prestador de contas.
 
Os valores doados a outros candidatos, totalizando o montante de R$ 11.495  mil, representou 15,92% da movimentação financeira do representado. Números não foram declarados e podem ter sido movimentados por fora da conta de campanha.
 
“Como já mencionado, a conduta do representado é extremamente grave, com o condão de macular a lisura das prestações de contas, dificultando o efetivo controle por parte da Justiça Eleitoral, sobre a licitude da movimentação dos recursos de campanha, além de denotar possíveis desvios na administração financeira da campanha e a prática do famigerado ‘caixa 2’, de modo que faz-se imprescindível a abertura de investigação judicial e a manutenção de suas contas como desaprovadas”, alertou o Ministério Público.
 
O MPE chegou a requerer liminarmente a suspensão do mandato e o consequente afastamento cautelar do prefeito.  Requerimento foi negado em julgamento proferido pelo magistrado Maurício Alexandre Ribeiro.
 
No mérito, ainda carente de julgamento, há pedido para cassação do diploma eleitoral.


Curta Nossa Página no Facebook:





Comentários: ( 1 ) cadastrados.
Por: Mercedes
Tangará da Serra
Se essa moda pega, ficaremos sem prefeito no Brasil todo. kkkk
23/03/2021 14:49:06

Faça o comentário para a noticia: MP pede cassação de prefeito que teve contas reprovadas por 'irregularidades insanáveis'

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade do autor.
As mensagens com conteúdo abusivo poderão ser vetados da publicação.


COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA COM SEUS AMIGOS




Mato Grosso em Destaque | Portal de Notícias de Mato Grosso - Todos os direitos reservados.

Facebook Mato Grosso em Destaque    Instagram Mato Grosso em Destaque    Canal no Youtube do Portal Mato Grosso em Destaque    WhatsApp Mato Grosso em Destaque

E-Mail: reportagem@matogrossoemdestaque.com.br


Política de Privacidade | Termos de Uso